21 Setembro, 2014

Maria, em dia festivo, estimula o processo criativo...

A Maria bem tentava, mas do Diogo não levava nada. Ela bem argumentava, mas o Diogo nada. Depois lá se decidiu responder à Maria: "Eu já tenho cinco anos, sou muito mais crescido... e tenho obra feita". A Maria levou então atrás de si quem convenceu e liderou o processo criativo: Um painel colectivo, onde nem Ema (a priminha mais pequena) se dispensou de participar...


Dentro da casa, outra obra-prima se aprontava.
Depois foi só chamar os "artistas", a anfitriã soprar e fazer coro a cantar para depois partilhar... partilhar e comer o bolo.
Dançaram
Correram
Saltaram... mas
passam depressa os momentos belos.
Regressada  a calma, a Maria voltou ao processo criativo: Apagou o quadro, e fez um primeiro esboço, e outro, e outro.


Feito o estudo, passou à tela tudo.
E como ficou bonito...
Miró, se fosse vivo,
Ficaria com os olhos em bico
Maria Pereira Lopes
Quatro anos, pintados de fresco
______________
Nota - Na verdade, o quadro pintado foi antes dos seus anos, festejados ontem

18 Setembro, 2014

Cada vez vez mais tenho a certeza que é a memória curta do povo a justificação para "tudo isto"...

 
"Na intuição, a memória substitui o raciocínio, o que explica porque somos incapazes de justificar as nossas decisões intuitivas: não há nada a explicar, uma vez que recebemos a resposta correcta da nossa memória e não de um raciocínio ou deliberação consciente." -Axel Cleeremans
... e quem tem memória até goza, pois sabe que o que diz hoje, amanhã ninguém se lembra...
 

Escócia: mais tarde se saberá qual a metade dos balões que irão ser esvaziados...

Foto: Andy Rain/EPA

Também, em número de balões, há o chamado "empate técnico". Enquanto não se sabe quais os que irão ser (de momento) esvaziados, leiam o texto que dá a conhecer o contexto. Deixo, dele, apenas um cheirinho, e é assim:
«A cautela europeia em relação a este assunto decorre da sua delicadeza, mas não só. Esta é uma questão com um enorme potencial de contágio, cujo alcance ninguém é capaz de prever ao certo.» 
Adensam-se os tempos de incerteza, por essa Europa afora...