(imagem do dia na Nacional Geographic - 2014.01.05)

15 Abril, 2014

Joana Manuel: «descobri que nada está só na voz e a voz está em tudo. Até quando se cala». Logo, ela estará entre nós, com a sua voz


É cantora de formação, de profissão. De paixão também é actriz, professora, locutora, dobradora, activista. Vendo bem, de que é feita a profissão se não de paixão? É por isso que Joana Manuel é tudo isto, e mais ainda. Porque faz tudo isto (e mais ainda) de profissão e de paixão.(...) Gravou e cantou com Sérgio Godinho. Foi vocalista da Big Villas Band. Noutras palavras, Música e Joana nasceram sinónimos.
Tal como Música e Teatro. E Joana que o diga. Quando fez o último exame da faculdade de Música saiu a correr da sala directa para a Comuna, para um ensaio geral com Fernando Gomes. Um episódio que retrata na perfeição como divide a vida entre os palcos cantados e os palcos falados. Entre o teatro e a música – e especialmente quando ambos são um todo – o seu currículo é vastíssimo.
Mas entre os palcos cantados e os palcos falados, também há os palcos da rua (ou da vida). E nesses, também é protagonista. Joana Manuel é activista e faz parte do movimento organizador da a manifestação ‘Que Se Lixe a Troika! Queremos as Nossas Vidas!’, de 15 de Setembro, que deu voz a toda uma sociedade desgastada pela incerteza e pela precariedade.

Joana estará entre nós,  LOGO, ÀS 21h NO AUDITÓRIO CÉSAR BATALHA, (Galerias Alto da Barra), em Oeiras - como candidata CDU ao Parlamento Europeu.
 

14 Abril, 2014

Do SNS restará apenas o que for residual, ou o que o sector privado não queira...


Por motivos vossos conhecidos, vivo intensamente isto:
"O administrador do hospital de S. João da Madeira confirmou o fim da cardiologia" - Noticia em 10 de Janeiro de 2008

"Hospital da Horta perde três importantes valências: oncologia, urologia e cuidados intensivos." - Noticia de 13 de Maio de 2013

"O Centro Hospitalar de São João anunciou hoje que, com efeito a partir de ontem, o atendimento pediátrico de urgência do Hospital de Valongo passou a ser feito no Porto." - Noticia em 27 de Agosto de 2013
"O Hospital de Portimão vai perder a maioria das especialidades médico-cirúrgicas e corre o risco de se transformar numa espécie de centro de saúde." - Notícia em 16 de Setembro de 2013
"O Hospital Padre Américo, Vale do Sousa (Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, EPE), vai perder várias valências, das quais se destaca a especialidade de urologia e cirurgia vascular." - Notícia em 10 de Abril de 2014
"O Hospital de Guimarães foi desclassificado e perdeu três serviços: obstetrícia, urologia e cirurgia - Notícia de 10 de Abril de 2014

"O Ministério da Saúde propõe o fim da cirurgia cardiotorácia no hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, e no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia, segundo um despacho publicado em Dário da República." - Noticia em 11 de Abril de 2014
"Entre 2002 e 2012, os hospitais do Serviço Nacional de Saúde perderam três mil camas para internamento, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativamente à área da saúde, enquanto os privados ganharam mais 1400."

13 Abril, 2014

Geração sentada, conversando na esplanada - 59 (caminhos únicos e os nossos elos)

(ler conversa anterior)
"Os tempos
Apagaram as Rosas dos Ventos
Destruíram mapas dos mares
Sextantes antigos, modernos radares
E outros apetrechos mareantes
Hoje, e esse hoje tem muitos ontens,
Diz-se haver um só caminho
E que fora dele o desastre é certo
Como se não fosse certo o desastre dentro dele
"

"O meu cão sentiu a sua ausência" - disse ao ver-me chegar, não tendo a coragem de dizer que fora ele próprio que a sentira. Sei o que se passa na cabeça e na alma de um velho quando não mais pode contar do que um cão com quem falar. Não que o rafeiro do senhor engenheiro não interaja ou reduza a monólogo qualquer conversa que com ele se tenha, mas um cão nem lê jornais nem toma iniciativas de assunto. 
Sorri e respondi que sim, com detalhes e mais detalhes, e fui espraiando até que me interrompeu: 
- "Está visto, gosta dos velhos!"
- "Sem velhos, perdemos elos!"
- "Foi à manifestação?"
- "Claro!"

Nós e o Mar