26 fevereiro, 2010

A minha providência cautelar ao SOL (2)

A 1ª página censurada (após a minha deligência) e a que foi hoje editada

O texto que estava preparado, antes da minha providência cautelar, com chamada de primeira página era assim (sublinho a azul as passagens que me levaram a agir):

“A fuga de informação no inquérito Face Oculta – que, conforme o SOL já revelou em anteriores edições, permitiu a Armando Vara e a outros arguidos mudarem de telemóveis para ludibriar a Justiça – ocorreu a partir do momento em que o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Aveiro informou, através do bloguer do Conversavinagrada, a Procuradoria-Geral da República, em Lisboa, na manhã de 24 de Junho de 2009, da primeira certidão que tinha emitido para que fosse aberto um inquérito a José Sócrates. Esta é a conclusão óbvia que se retira: Rogério Pereira, deu o alarme aos arguidos…”

Teatrinho:

Narrador: A censura, exercida a tempo, permitiu ao SOL trocar a primeira página e o texto. O bloguer foi ler.
Bloguer: É claro! É isso mesmo! No DIAP de Aveiro, só há pessoas muito sérias, nunca andariam para aí a “bufar” para os lados todos. Eu, que reagi, nunca poderia ser usado. Só poderia ser o PGR. Alguma dúvida?
Leitores do SOL: Nãaaaaao!