18 abril, 2010

Mau tempo! Vai haver borrasca?

Tenho vindo a adivinhar chuva... Depois de factores climáticos anómalos, que desde o inicio do ano tem atormentado os que anseiam por uma verdadeira primavera, as notícias que me chegam não são as melhores.
Surpresa? Só para quem anda no laréu, distraído e a pensar que a eira cheia de sol é para seu usufruto e que a chuva, quando cai, é lá para o nabal...
Juntei os três meteorologistas que, desde o inicio do ano, me sopram que o mau tempo, aquele que é mesmo muito mau, ainda está para vir. Do que eles disseram, transcrevo as partes que justificariam que todos nós, que somos da protecção civil, tomássemos medidas:

“As pensões mínimas deveriam ser de 500 € e as máximas de 5000 € … Estamos num país talvez à beira de explosões sociais … o povo de brandos costumes pode não durar".
Meteorologista da AMI, Fernando Nobre, in jornal Expresso 20 Fevereiro e aqui

“PS ou PSD? Não há qualquer diferença entre uns e outros … é preciso recuperar rapidamente o país … Depois não temos que nos queixar que venham aí ditaduras…O Hitler apareceu assim”.
Meteorologista do Pingo Doce, Alexandre Soares dos Santos, in SIC 11 Março e aqui

“As explosões sociais sem controlo, ou a convergência de interesses espúrios que depois não se sabe onde vão parar … são potenciadores de populismos radicais”.
Meteorologista da InterSindical, Carvalho da Silva, in Expresso, 13 de Março e aqui

Este post é dedicado ao meu amigo folha seca, para que a Primavera lhe chegue, numa qualquer madrugada de Abril...