28 setembro, 2011

O livro que estou a escrever está muito atrasado...

O Diogo não me larga. Eu não largo o Diogo. O sol me põe mole. O dia-a-dia tem pressão que não alivia. E os amigos me requerem.  As palavras e as páginas não me saem. Tenho que pôr mão nisto: vou ter que ser mais disciplinado e, entre outras coisas, estar menos aqui e menos a passear para comentar. Tem de ser... Vou ligar à editora, a comunicar que o rascunho do meu livro vai ter entrega adiada... Sobre nova data? Por enquanto, não digo nada.
PELAS RAZÕES DITAS VIREI AQUI DE VEZ EM QUANDO.- VÁ ESPREITADO