16 janeiro, 2012

Ele mo deu. É meu...

Ele escreveu: "O que ali está é um “boneco” mal amanhado. Eu sei! Mas, arte me faltou para melhor fazer. Elaborei-o com toda a perícia de que fui capaz. Pouca ela foi, como se vê. Fi-lo, ainda assim, para o oferecer a amigas e amigos, companheiros e visitantes da minha cubata.(...) E dizendo isto, ele mo deu. Trouxe-o comigo e comparei-o a outro, semelhante, que me ocupa a estante entre outros objectos queridos e que me levam a terras distantes. O tal boneco é "O Pensador", e é só o que Angola escolheu para sua imagem nacional. Ele me deu aquilo que, estou certo, lhe anda na alma e na memória.

Obrigado Carlos Albuquerque por mo ter dado