25 janeiro, 2012

Entre o sonho e o pesadelo, a fala do guerreiro negro...

























A fotografia, que julgava perdida, apareceu.
É referida no livro e nela, agora,
inscrevi a passagem onde, "Entre o sonho 
e o pesadelo", o guerreiro me fala.


in "Almas que não foram fardadas"/pág. 186


(ver)