16 janeiro, 2012

Eus de mim, no meio de nós


Em tons escuros
me descubro    me revelo
Novelo de mim
Eu
de tantos eus
Um eu de ser e de estar
Um eu de amar
Um eu de ouvir
Um eu de não calar
Um eu de cantar
hinos de ir
e canções de embalar
Um eu que pensa
Um eu que voa   que tem proa
tem ré   bombordo e esse outro lado
e o por cima da quilha
guiada por um leme
Eu assim   barco
Eu forte    por vezes fraco
Um eu que treme
Outro que se agita  e que reclama e que grita
Um eu que luta  outro que ironiza
Um eu que pensa  julga  ajuíza
Um eu que me ampara
e recolhe a lágrima de esse outro eu
que sou eu
humano
como tu no meio de nós

--------------------------------------------Rogério Pereira


Tela de minha colecção - autoria de Guma Kimbanda


"...não são partes de um todo, mas um todo que repartes." me disse Guma, num comentário...