23 março, 2012

Greve. Dizeres improváveis (ou talvez não)

-------------------------------------------------------------------------------------------- foto cedida por Brancamar (vá lá espreitar)
Das janelas da Reitoria da Universidade do Porto, os professores universitário mediam o povo. Diziam entre si coisas que só os catedráticos -  e outros sábios - sabem dizer entre si: 
Manifestações?, umas boas bastonadas e davam em nada; a greve geral seria grave se fosse geral e não está sendo por razões umas conhecidas, outras não; a greve é um contratempo fora de tempo, se lhes retirarem mais salário ninguém falta ao trabalho; a greve é importante pois faz parte da democracia desde que não seja em demasia; a greve assim é que está bem, não chateia ninguém; ...quando se acabar com a economia, não haverá quem a fará; vejam só a chatice se houvesse muito operariado,..
E prosseguiram, comentando o programa que ouviram na rádio: