15 novembro, 2012

Este blogue esteve em greve (é o "ex-piquete" quem escreve)

- Psst, psst, senhor!, senhor!, não foi o senhor quem ontem esteve num piquete de greve e me elucidou sobre sindicatos "nim"?
- Eu mesmo, e me lembro desse nosso diálogo! 
- Acha mesmo que esse diálogo existiu? Só nós dois sabemos dele e mais ninguém o viu. Um acontecimento não noticiado do qual não houve referencia ao facto, nem foi mostrada qualquer foto, não existiu?
- Sem referência ao facto e sem se mostrar qualquer foto, ninguém de boa-fé pode sequer insinuar tenha tido lugar!
- E se pelo contrário, um facto forjado, narrado e bem destacado, com fotos por tudo o que é lado é, não só um acontecimento, como um acontecimento enorme, tremendo?
- É um acontecimento a que chamo um "fogo-fátuo"! Tem foto e é um facto, mesmo se o facto não o seja, de facto...
- Mas... o que é um "fogo-fátuo"?
- É um fenómeno natural bem visível, porque luminoso, e que ocorre sempre que há elevada quantidade de matéria orgânica em decomposição. Sempre que há putrefacção, há probabilidade de ocorrência de "fogos-fátuos"!
- Quer dizer então que à medida que o país se degrada as greves não servem para nada?...
As greves apenas podem servir para evitar a degradação, inverter o caminho... Quando se reconhece que não servem para nada...
- Aparecem os "fogos-fátuos"
- Não!... Quando tal acontecer, deixará de haver a paz dos cemitérios.... e tudo pode acontecer...