22 novembro, 2012

Poesia (uma por dia)


Sem dar por isso, dou por seguir e ser seguido por dezenas de poetas. Agora, atento a tal, dou por eles e elas e pelo facto singular das palavras se harmonizarem, os versos se desenvolverem e os poemas se construírem, reflectindo o que lhes vai na alma. A poesia é, sem o poeta tentar que o seja,  uma impressão digital do seu ser, do seu estar, do seu ver, do seu pensar, e da generosa partilha com os outros...

E porque a poesia é o pão da alma (ah, esta frase batida) editarei aqui uma poesia, uma por dia, todos os dias...

"A história provou a capacidade demolidora da poesia e nela me refugio incondicionalmente."
 Pablo Neruda