09 dezembro, 2012

Geração sentada, conversando na esplanada - 21 (as ovelhas e a Constituição)

(Ler conversa anterior)
“... é como pedir a um herbívoro que seja carnívoro ou pedir a um carnívoro que seja herbívoro”. “Não faz sentido. Ele (Cavaco)tem uma visão de um cargo de determinada maneira e pedem-lhe que faça uma coisa diferente, ao contrário do que pensa ..." - Marcelo Rebelo de Sousa 
"A ovelha só não é um animal carnívoro porque não come carne. A ovelha está sempre à beira de ser um animal carnívoro porque a qualquer momento pode começar a comer carne. Para a ovelha, não comer carne não é o mesmo que não voar. Há coisas que pode fazer e não faz, e há coisas que simplesmente não pode fazer. Assim, a ovelha não é quase um animal voador, mas é quase um animal carnívoro." - Gonçalo M. Tavares
A Gaby estava encantada com o discurso da Ovelha Choné, apelando à unidade do rebanho...

As "minhas professoras" pareciam estar na primavera, e o sol parecia estar fora do tempo. Do silêncio inicial depressa passaram à conversa sobre o Natal, e depois sobre os pobrezinhos e a fome, até que a Gaby mudou radicalmente de assunto:
- Alguém já assistiu a um comício?
- Sim! Já! Uma vez!, responderam as outras três.
- E a uma manifestação?
- Eu sim! Eu não! 
- Vamos à de sábado?
- Para quê? 
- Para pressionar...
- Pressionar quem?
- Sei lá, talvez o Cavaco. Talvez o Seguro...
- O Seguro já votou contra o orçamento....
- Sim, mas disse que vai esperar por Cavaco para dizer o que vai fazer...
- Queres-me dizer a mim que, mais uma vez, o Seguro votou "nim"