10 dezembro, 2012

O Marquês parece indicar o caminho... Mas será só ao Isaltino?


Sabemos que chegámos à tremenda dívida por tramóias e malabarismos (até legais) engordado gordos, boys e bancos, que iam ficando (mais) ricos...
Destas habilidades, as Parcerias Público Privadas foram instrumentos para isso. 
Aqui onde me encontro, também há coisa a contar. E só me interrogo se é possível resolver a grande questão, que por ai anda, que é a de uma unidade de esquerda, somando gente que aceita a tramoia (e por ela vota), com aquela outra que não vai nisso. Quer a nível nacional quer aqui, lugar do Marquês do Pombal... 

Ah, e uma vez mais: os partidos não são todos iguais... (a prova está no texto a linkar)