24 dezembro, 2012

Pode não ser uma canção de Natal... ou será?



(...)
Sou a gaivota que derrota
todo o mau tempo no mar alto.
Eu sou o homem que transporta
a maré povo em sobressalto.
E quando agarro a madrugada,
colho a manhã como uma flor
à beira mágoa desfolhada,
(...)
Ary dos Santos