05 setembro, 2014

AVANTE - Logo, quando se abrirem as portas da Festa, deverão poder imaginar que ela foi construída também assim...

Não só de desmatagem, de levantar torres tubulares, de serrar, martelar, erguer painéis e telas (para depois pintar) e de mais de milhentas tarefas, se ergue a Festa. A Festa é o que se constrói para dar a ver e o que se prepara para divertir, usufruir e comer. A esta hora, já, não se pára e a labuta só admite pequenos interregnos e descansos (ainda mais) reduzidos. Logo, quando as portas se abrirem, deverão poder imaginar que a Festa foi construída (também) assim (o vídeo é de dois mil e sete, mas garanto-vos que o trabalho, hoje, não é muito diferente ):