24 novembro, 2014

O Público, o "sexagenário metalúrgico" e um partido que não carece de ser regenerado...

Público, em Espanha. Esperava o quê? 


Bem podia o artigo explicar algumas razões do que lá foi escrito.
Designadamente isto, dito ontem, pelo tal "sexagenário metalúrgico":
"Nós temos uma proposta de política alternativa inseparável de uma alternativa política capaz de a construir e concretizar, valorizando a luta dos trabalhadores e do nosso povo e apelando à convergência de democratas e patriotas, consideramos que só o reforço do PCP pode ser o pilar da política alternativa. Partido de luta e proposta, partido sério com uma só cara que honra sempre a palavra dada. O que dizemos neste salão é o mesmo que dissemos na Assembleia da República e em todo o lado. Temos um projecto, temos um ideal e temos uma forma diferente de estar na política porque nós, Partido Comunista Português, estamos aqui para servir os interesses do povo e do país e não para nos servimos a nós próprios. Partido que está em condições de assumir as responsabilidades que o povo português lhe entenda atribuir, incluindo responsabilidades governativas. Partido que com o seu projecto e o seu ideal assume-se como portador da esperança por uma vida melhor num país mais desenvolvido e progressista".