10 dezembro, 2014

Caso BES


Contam-se por não sei quantos os convocados. Entre os que se vão sentar e os que irão ser referidos, serão muito mais que uma centena. Rostos que conhecíamos e outros que vamos conhecendo. A sala não tem o ar pesado dos interrogatórios e as caras, treinadas em iludir sentimentos, escondem corações e almas, que também são protegidos por hábeis falas. Por isso não os ficamos a conhecer melhor, apenas ficamos a poder ligar nomes aos fulanos a quem os nomes se reportam. Apenas os olhamos e sabemos todos os seus nomes. Apenas os olhamos.