13 maio, 2015

E agora, será a minha escrita clandestina?

«O Estado nada tem a ver com o espírito. O Estado não tem direito a compelir-me, em matéria estranha ao Estado, a escrever numa ortografia que repugno […].»
Fernando Pessoa, aqui

«A degeneração de um povo, de uma nação ou raça, começa pelo desvirtuamento da própria língua.»
Rui Barbosa, aqui 

«Não há uma língua portuguesa, há línguas em português»
José Saramago, aqui