30 março, 2016

"Quinta das Palmeiras" ou a ironia de manter o nome

"Quinta da Palmeiras" - Oeiras
"Quinta das Palmeiras"- Oeiras
A primeira imagem foi-me enviada,
A segunda fotografei eu, hoje,
procurando
o mesmo ângulo

15 comentários:

  1. A diferença é efectivamente enorme, Rogério...
    Aquela última resistente lá ao fundo, mesmo em frente à minha porta, parece - e aqui estou a deixar "voar" o meu imaginário... - tão apostada quanto eu em sobreviver a toda a espécie de mazelas, mas está também infectada,já são visíveis os primeiros sinais da praga nas pontas das folhas fendidas e acastanhadas... olho-a sempre com admiração... (os resistentes reconhecem-se uns aos outros, mesmo quando pertencem a "reinos" diferentes...)

    Sou "rija" e de lágrima difícil, mas hoje deixaste-me os olhos marejados delas... obrigada e um abraço grande!

    Maria João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «os resistentes reconhecem-se uns aos outros, mesmo quando pertencem a "reinos" diferentes...»

      (chorar, faz bem
      choro, de vez em quando,
      também)

      Eliminar
  2. Ficou bem pior sem as palmeiras.
    A doença do escaravelho ou a incúria das autarquias? Ou uma coisa e outra...

    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Oeiras, Olívia, há centenas de cientistas
      Por cá, a menos de 500 metros
      o Instituto Gulbenkian de Ciência, o Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB)e o INIAVE, Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, se apostassem nisto, "era uma palhinha"... Adeus escaravelho resistente... Adeus Rhynchophorus ferrugineus... Adeus Picudo Rojo...

      Assim, adeus Palmeiras

      Eliminar
  3. Perdeu grande parte da beleza.
    É uma pena que não se consiga debelar a doença.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A doença é um bichinho
      pequenininho
      resistente com´ó caraças

      Mas... frágeis são seus ovos e larvas...

      Eliminar
  4. ~~~
    Que tristeza, Rogério!

    Quando a árvore adoece, não há nada que a salve!

    ~~~ Dias calorosos e agradáveis. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  5. Nada salva os resistentes que tombam...

    Beijinho meu

    ResponderEliminar
  6. A "Quinta das Palmeiras" era propriedade dos pais de cantor Luís Piçarra, vendida depois à empresa de transportes Galamas e onde acabaram por semear cimento; nem uma palmeira escapou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eis o que urge aprofundar...
      (não sabia a origem do lugar)

      Eliminar
  7. Não terá sido a praga que para aí anda?!
    Plantem lá carvalhos!
    Um abraço de ramo

    ResponderEliminar
  8. Menos verde, menos cor, menos calor.

    Um beijinho triste

    ResponderEliminar