28 março, 2016

Terá sido hoje um dia histórico?

Nem sempre há uma razão objectiva para escolhermos o dia que consideramos ir ser histórico. Mas é suposto que para que o dia o seja, algo de muito importante aconteça. Tal algo terá de ser um facto importante, tangível, visível, um marco. Contudo, não descortino nenhum. Talvez por isso hoje tenha sido, de facto, um dia histórico.Talvez seja porque me chegou um poema na última página da "Seara Nova" do Mário Dionísio*. Talvez apenas só por isso...
____________
 * Poema "Solidariedade"

9 comentários:

  1. O Mário Dionísio foi um dos "amigos lá de casa", na minha já remota infância...

    Abraço, Rogério!

    Maria João

    ResponderEliminar
  2. Foi-no, sem dúvida!
    Para si, por um motivo,
    para mim, por outros não tão poéticos
    e para Portugal, em especial!!

    Tudo o que ficar guardado para a posteridade,
    ficará na História!
    Seja bom ou seja mau...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita,

      aqui só entre nós dois
      não foi o motivo assim tão pessoal
      nem tão poético

      É que todos os dias são históricos
      e tarda a data
      em que o pessoal se dá conta disso

      Eliminar
  3. Acho que para alguém, todos os dias são importantes. Espero que não pelas piores razões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão, Diana
      Para todos, são importantes os dias todos
      A uns, pelas melhores razões
      aos outros, pela piores

      Eliminar
  4. tudo boas razões, meu caro Rogério

    abraço fraterno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até as más razões são fortes

      Abraço meu querido amigo

      Eliminar
  5. Tenho aqui a última página (e as outras), mas tenho o hábito de a ler de trás para a frente. Primeiro, sempre a Poesia. Partir dela, chegar a ela...

    «Vamos, dêem as mãos.
    porquê esse ar de eterna desconfiança?
    esse medo, essa raiva?»
    [...]

    Mário Dionísia, in "Maio", Trabalho, Luta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curiosa coincidência
      a última página
      é também assim, para mim

      (e estive para seleccionar esses versos...)

      Eliminar