22 junho, 2016

Empate? Qual empate? Para mim foi uma estrondosa vitória!


Claro que não falo do jogo.
Cair e voltar a levantar.
Cair e voltar a levantar.
Cair e voltar a levantar.
Não há sorte, nem azar
Empate?
Qual empate?
Mais que uma estrondosa vitória
é uma autêntica lição de vida!

29 comentários:

  1. Os comentadores alemães disseram que foi o jogo mais emocionante e espectacular deste campeonato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me admiro!
      Não há povo nenhum do mundo que não se espante
      que haja quem caia e, de pronto, se levante

      três vezes?
      é obra!

      Eliminar
    2. Morri em cada golo da Hungria para ressuscitar em cada golo de Portugal.

      Eliminar
  2. "Mais que uma estrondosa vitória
    é uma autêntica lição de vida!" ... Está a falar sobre o jogo tb!!!
    : )
    Concordo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não!
      Não falo se a defesa é uma tristeza
      Se o meio campo é uma moleza
      Se os avançados disparam e não acertam
      Se os jogadores se desconcentram
      Se o treinador é um incompetente
      Se o etc e tal
      jogou mal
      E se o outro
      fez mau jogo

      Nada disso!
      O que eu falei foi
      de um exemplo belíssimo!

      Eliminar
  3. De empate em empate até à derrota / vitória (riscar o que não interessa) final?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vitória ou a derrota
      são resultados normais
      de um (qualquer) jogo

      Nunca comentarei isso
      (gozo apenas o prazer lúdico de ver o jogo
      que tantas vezes é decidido pela sorte ou o azar
      e não pela arte de saber jogar)

      Eliminar
  4. Gostei de ver hoje.Mesmo que não tenhamos conseguido ganhar.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Visto assim, concordo. Uma lição de vida de deixar o coração aos solavancos.

    =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carmem,
      não consigo ver de outra maneira
      E aos solavancos anda meu coração a vida inteira

      Eliminar
  6. Três golos e nunca estivemos a ganhar. Os últimos 15 minutos foi de grande expectativa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seis golos! E sempre estivemos a perder...
      Os minutos finais foram tristes de se ver!

      Eliminar
  7. Rogériamigo

    Poizé foi uma vitória estrondosa do querer, do não desanimar, das retomas, da vontade e da actuação positiva!...

    Jogá,os bem? Jogámos mal? Mas passámos aos oitavos da final... E agora críticos da morrinhanha?

    Abç do Leãozão

    E que tal uma visitinha à Nossa Travessa http://anossatravessa.blogspot.pt? Gostarei

    ResponderEliminar
  8. Até eu vi um pedacinho do jogo, contra a lei da poupança máxima que impera nesta casa e que me leva a manter desligado, até que o sol se ponha, o disjuntor do quadro eléctrico...

    Abraço!

    Maria João

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não conseguires voltar a ver outro jogo
      Eu te conto

      Eliminar
  9. Ah, eu gosto é quando não se cai, embora tropeçando.

    "Correr atrás do prejuízo" parece-me de pouco siso. Admira-me que correr atrás do lucro não motive tanto a alma portuguesa.

    Mas, sim. Foi bem à nossa maneira!

    Lídia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha metáfora pouco se relaciona com o futebol
      e as quedas
      liga-as a empurrões

      Eliminar
  10. emocionante.
    Cheia de nervos (pelo menos eu fico)
    mas sim foi um belo jogo
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cair, dá sempre ânsias
      Levantar, dá sempre esperanças

      É sempre belo
      "Levantados do chão"

      Eliminar
  11. Eu que até não ligo ao futebol, fiquei com o coração aos pulos :)
    Quando não se desiste, ganhamos sempre !

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  12. Respostas
    1. "Sei, também, que é preciso, pá
      Navegar, navegar"

      Eliminar