12 junho, 2016

Vai entrar numa desgarrada? Quer oferecer uma quadra? Sirva-se aqui, não paga nada!


Houve tempos em que eu oferecia um manjerico por troca de uma quadra.
E foram dando, dando e eu armazenando. Esgotados as flores e os vasos ofereço uma quadra a troco de nada (é só ir lá buscá-la).
Se quiser deixar um sorriso, acredite que fico rico.
Bom arraial!

20 comentários:

  1. Vejo-o triste sem ter ânimo /
    Até de casa mudou /
    Assim não há desgarradas/
    E até o meu sorriso murchou...:(

    Bom Santo António, Rogério.
    que lhe saibam bem as sardinhas.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Venha de lá seu sorriso
      Que tristeza é coisa arredada
      De casa nem mudei
      É a mesma, mas pintada

      Quanto a sardinhas
      Ontem meti-lhes o dente
      Eram espanholas, mágoas minhas
      Mas que grande barrete

      Eliminar
  2. Em 2012 eu não conhecia este espaço. Resultado não me pude candidatar ao manjerico que hoje não há.
    De modo que com um sorriso de orelha a orelha, me vou retribuindo os desejos de bom arraial.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde a data
      editada
      3405 visitas
      foi a página
      de todas a mais visitada

      para não ires,
      com tal desilusão
      volta a passar por aqui,
      lá pelo São João

      Eliminar
  3. Manjerico eu tenho um...
    Bom arraial meu amigo!
    Que boa a tua companhia.
    Bj

    ResponderEliminar
  4. Manjerico? Eu quero o meu
    Bem bonito e sorridente,
    Nem que seja, o santo, ateu
    E eu me transforme em "vidente"! ;)

    Maria João

    É irreverente, a minha quadra... desculpa-me, Rogério, mas saiu-me com tanta genuinidade que ouso deixá-la ficar...

    (só tenho um manjericão que se salvou nem sei como, falta-me o manjerico...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há boa Vinagrada
      Sem uma folha de manjericão
      Se me deres um pedacito
      Ofereço-te um manjerico

      Eliminar
  5. Ó meu rico Santo Antoninho
    Se a Alemanha perdesse ontem
    contra a Ucrânia em Lille
    Levavas no focinho.

    Mil sorrisos da Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois bem, era a um outro santo antoninho que eu gostava de dar no focinho, mas isso, já é uma outra história.

      Desejo-te um alegre e divertido Dia de Santo António de Lisboa, camarada Rogério.

      Eliminar
    2. Vá lá, vá lá
      Esse António
      Não é pessoa tão má

      Eliminar
  6. ~~~
    Como te tinha prometido, vim visitar-te ontem e diverti-me muito.
    Fui deitar-me cansada, mas bem disposta... Foi uma brincadeira muito interessante!
    Porque

    «A arte é força imanente,
    não se ensina, não se aprende,
    não se compra, não se vende,
    nasce e morre com a gente.»

    e eu não sou dotada,
    deixo esta quadra de Aleixo,
    desejando-te um dia muito agradável e uma excelente semana. Bj.
    ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não é apenas bem dotada
      a pessoa que escreve bem
      quem sabe escolher bela quadra
      é bem dotada também

      Boa?

      Eliminar
  7. Nem sardinhas
    Nem santinhos
    Nada disso aconteceu
    Gostamos de bacalhau
    Foi isso que se comeu

    Lá estragamos a tradição
    Por sardinha não comer
    Só pagando em barras de ouro
    o português as pode lamber

    Por aqui me vou ficar
    até o S.João chegar ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo São João
      pinga no pão

      até lá

      Bacalhau, bacalhau
      Bacalhau sem espinhas
      Com poucas batatas
      Poucas batatinhas

      Eliminar
  8. Um sorriso dou-o sempre
    um pássaro também sorri
    ficarei muito contente
    se voar p'ro pé de mim :)

    St´António é o tema
    desta sua brincadeira
    afinal um bom poema
    não se faz com choradeira :)

    Foi o que saiu, um beijinho :D

    ResponderEliminar
  9. venho atrasada, mas, com manjerico e sem quadra espero ter sido um bom arraial para ti.
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
  10. De sardinhas tanto gosto
    Mas nem sequer as provei...
    Nem pr`ás sardas no meu rosto,
    Por falta de tempo, olhei...


    Maria João

    (a ver se ganho o manjerico... ;) )

    ResponderEliminar