06 julho, 2016

"Houve alturas em que praticamente apenas recebia mails gregos..."*

*comentário quase despercebido de Fernando Santos, após o jogo 


A selecção iniciou a campanha sob a égide do apelo ao rasgo individual. O ponto alto, a nortear a toada, era noticiado na RTP com o anúncio de um programa, que iria animar as noites de Junho a Julho, o qual recebia o título "A Culpa é do Ronaldo". O sentido é cínico e na lógica do tal programa seria do desempenho de Ronaldo que dependeria tudo. E não foi só um programa isolado que hoje foi desmentido. A culpa não foi do Ronaldo. Confirmou-se um meu discurso antigo: o sentido do colectivo, esse é que o verdadeiro "culpado".
_________
NOTA: A humildade de Ronaldo dá-lhe uma dimensão que a imprensa anula e é pena. O sonho é grátis? Não, ao sonho custa muito trabalho e esforço.