09 agosto, 2016

Dá Deus o fogo conforme a incúria e o louco!


As imagens televisivas reproduzem as chamas e inspiram pirómanos. Nenhuma reportagem ou notícia dá conta de que tenha ardido um só hectare de uma qualquer propriedade florestal explorada e existem muitas. Tal demonstra que os incêndios nem são uma inevitabilidade nem castigo divino. 
Em texto antigo eu explicava o que pensava e veio o meu amigo e camarada Cid Simões, num comentário, resumir tudo:
«O país arde porque está abandonado e continuará a arder enquanto não for repovoado. Tudo o resto é conversa sem sentido.»
E faz agora um ano, porque se assistia ao mesmo cenário trágico e esfarrapadas justificações, ouve que fazer denuncia. Palavras oportunas e actuais e que aqui lembro antes que a mesma argumentação surja e a tragédia para o ano se repita: