22 agosto, 2016

Opções

50 anos festejados na intimidade, foi uma opção.
Há quem congregue toda a prol, marque tal marco com evento alargado e farto, nós não.
Festejámos a memória que nos trouxe aqui. Tudo o que resta, e é tanto, foi consequência de uma opção. Podíamos não ter casado, e este futuro realizado teria sido outra coisa...
A vida é feita de opões?
É, pois!

Se não, vejamos:


Entre o ir e o ficar, um dia decidi ficar...


Entre o mar, a pedra e o olhar, escolhi o olhar...


Entre a memória e o esquecimento, guardei todo esse tempo...


Entre duas gaivotas, escolhi a que voava mais alto...


Entre a cerveja e a sangria... escolhi a que ela mexia
(as ostras estavam uma delícia)