08 janeiro, 2017

A nota "Face ao falecimento do Dr. Mário Soares" e o que por aí vai...


Contava manter-me no recato. O meu Partido, em nota contida, possível de ser dividida em três partes, está a dar que falar.
No facebook um post entra em choque e tem já mais de uma centena de likes e dezenas de comentários. Escreve o chocado:
Das coisas que reterei na memória. A falta de grandeza da nota do secretariado do CC do PCP «Face ao falecimento do Dr. Mário Soares»: extemporaneamente ressabiada e sectária, inútil e inoportuna.
Vamos por partes, às três partes da nota:
Primeira - A parte das condolências: "O Partido Comunista Português, face ao falecimento do Dr. Mário Soares já apresentou directamente ao Partido Socialista e à família as suas condolências." esta parte dá conta de que o PCP fez o que sentiu que devia ter feito, antes de vir a público
Segunda - A parte do elogio póstumo que lhe achou devido: "Mário Soares, fundador do Partido Socialista, seu Secretário-geral, personalidade relevante da vida política nacional, participante no combate à ditadura fascista, no apoio aos presos políticos, desempenhou após o 25 de Abril os mais altos cargos políticos, designadamente como Primeiro-Ministro, como Presidente da República e membro do Conselho de Estado."   
Terceira - A parte em que separa o elogiado da sua intervenção politica: "Lembrando o seu passado de antifascista, o PCP regista as profundas e conhecidas divergências que marcaram as relações do PCP com o Dr. Mário Soares, designadamente pelo seu papel destacado no combate ao rumo emancipador da Revolução de Abril e às suas conquistas, incluindo a soberania nacional."
Tivesse o Secretariado do CC do PCP entrado nos detalhes do combate de Soares ao "rumo emancipador da Revolução de Abril" então sim, nesse contexto, a nota seria excessiva (ou talvez não).

13 comentários:

  1. À morte sobrevive o bem, como diria Agustina!

    Um dia eu conto o motivo pelo qual admiro Mário Soares.

    Beijo meu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando o fizeres
      contarei eu porque o não admiro
      [embora lhe reconheça
      um (pelo menos um) mérito]

      Eliminar
  2. Não entendo esta propensão que nós portugueses temos para endeusar as pessoas quando elas morrem.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora não me preocupa o endeusado
      Jaz, que descanse em paz
      O que preocupa é o que se fará
      à luz da sua memória

      Eliminar
  3. Muito contida e perfeitamente adequada ao momento, a nota do CC do PCP.

    Face ao agravamento das minhas dificuldades em termos de acuidade visual, pouco, muito pouco tenho passado pelo Fb e, quando o faço,é quase sempre para deixar um ou outro poema.

    Abraço!

    Maria João

    ResponderEliminar
  4. Eu desejo que o Homem fique em Paz por todo o Mal que fez ao Povo Trabalhador Português quando foi Primeiro Ministro e meteu o Socialismo na Gaveta tendo Enganado o Povo dizendo-se Socialista e que eu como muitos Socialistas nos sentimos Enganados,Felizmente comigo não foi muito tempo porque sou Pessoa que aprendo com os Erros muito depressa.boa tarde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiz-lhe um pedido
      caro amigo
      E espero que me responda...

      Eliminar
  5. Não me chocou o comunicado.

    Discordei muitas vezes de Mário Soares, mas agradeço-lhe a luta pela Liberdade!

    Bom 2017!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, a Liberdade
      e o tão pouco uso
      que dela se faz

      se tomarmos em conta as liberdades que a Liberdade alberga

      Eliminar