30 abril, 2017

Entre Macron e Le Pen... Francisco não mete a colher


O Papa Francisco afirma isto. Não sei se o faz como chefe máximo da Igreja se como Chefe de Estado do Vaticano. Fica a impressão de um distanciamento que se entende. Contudo, se referisse que opinar seria cometer ingerência numa disputa que compete ao povo francês resolver, teria sido neutro...
Mélenchon pode ser mais directo: entre um e outro candidato, que o escolha o Diabo, ainda que (ao que parece) o não tenha dito. E sobre o que se diz que ele disse, um meu amigo desmente isso.