17 setembro, 2017

Os dias de aniversário são para serem respeitados


Sobre a minha já sentida ausência, em dia próximo, virei explicar. Hoje apareço para vos dizer que os dias de aniversário são para serem respeitados e ontem foi um. Respeitados não por obrigação, mas como um valor. São uma forma de dar coesão à família.
E foram assim, sete anitos. Bonitos ___________________________________

Pronto, a pedido da Janita:

10 setembro, 2017

Brainstorming - Pergunta de escolha múltipla - III


Vamos lá a ver quem acerta. A imagem foi recolhida de um vídeo que circula na campanha das redes sociais de um dos candidatos (muito vistos) que chama a si louros de todos os pelouros e afirma o que consta em destaque. 
A pergunta é seguinte:
Olhando as contas, dá o exercício do mandato, resultados em ganhos (diria lucro, se fosse privado) de mais de 60 milhões de euros. Não tendo dobrado o investido, estará a pensar:
1 - Dar benesse a quem o substitua     2 - Granjear lugar no sector privado
3 - Que podia ter triplicado as transferências de verbas para as Freguesias
4 - Não está a pensar coisa nenhuma, pois pensar faz-lhe doer a cabeça

09 setembro, 2017

Brainstorming - Pergunta de escolha múltipla (só para quem tem filhos numa escola de Oeiras) - II


Vamos lá a ver quem acerta. A imagem foi, mais uma vez, recolhida numa escola básica, algures em Oeiras, sede de um Município que gastou (afirma o edil, em campanha) uma "pipa de massa" na requalificação das escolas.
A pergunta, desta vez, é diferente:

O terreno (destinado a recreio) ocupa cerca da metade da área, a um nível mais elevado, está disponível e não tem relvado, porque: 
1 - Está destinado a "Horta Comunitária"  2 - Os putos precisam é de correr
3 - Há falta de assistentes operacionais      4 - A autarquia está a decidir

(como o terreno está assim há muito tempo, ignora-se quando haverá a resposta exata)

08 setembro, 2017

Brainstorming - Pergunta de escolha múltipla (só para quem tem filhos numa escola de Oeiras)


Vamos lá a ver quem acerta. A imagem foi recolhida numa escola básica, algures em Oeiras, sede de um Município que gastou (afirma o edil, em campanha) uma "pipa de massa" na requalificação das escolas.
A pergunta é a seguinte:
Se houve o cuidado de até ser pintado e não ser removido, para que serve o buraco na caleira?
1 - Para aproveitar a água  2 - Para dar aulas sobre resistência de materiais
3 - Para servir de duche     4 - Não serve para nada, a caleira será arranjada

(só teremos a resposta dia 13, dia abertura das aulas)

05 setembro, 2017

AVANTE!.. A ameaça

Falemos então da ameaça...

O que mais ameaça, de hoje em diante, a Festa do Avante, é se a moda pega... Ora vejam só...


(acabo de ligar aos serviços comerciais da marca a dissuadi-los de nos contratar para um anúncio publicitário - mas lá que o gelados eram bons...)

04 setembro, 2017

AVANTE! Três momentos altos e uma ameaça


Falar da Festa..."Só" falta estendê-la cidade a cidade e alargá-la do Minho ao Algarve. Mas o impossível é tão só e apenas aquilo que ainda não aconteceu
Valeu? E cabe aqui a tal minha frase batida:
mudar o mundo não custa muito, leva é tempo...
Quanto ao meu plano, ele foi cumprido e alargado. Do todo, falemos então dos pontos altos, com fotos a ilustrá-los:


Excelente, no sábado (Avanteatro). Excelente (pelo texto e encenação) e impressionante (pelo desempenho, hora e meia em palco num irrepreensível monólogo, é obra).


António Zambujo não estava no meu plano. Ocorreu-me quando estava num outro ponto alto, saboreando um bom prato alentejano a que os menos conhecedores da nossa gastronomia insistem em chamar gaspacho.


Ponto alto, que deve ser (integralmente) lido... 
Estes foram os momentos mais altos.
E qual é a ameaça? Depois vos digo!

01 setembro, 2017

AVANTE! (amanhã é que vai ser!)...

Ultimados compromissos, amanhã é que vai ser... e será como sempre tem sido, mas com renovado programa. Vai ser assim:
  1. Começo por circular com aquele ar de basbaque onde coloco um sorriso... e com ele percorro as ruas onde se desenvolve a FESTA (desenvolver = crescer). É a minha fase de "Animação de Rua"
  2. Já anotei, às 17h30, na "Festa do Livro"
  3. Quando acabar, ir-me-ei sentar no "Café Concerto" onde nós não procuramos nada e tudo vem ter connosco (nem olho para o programa)
  4. Se houver um "tempo morto", aproveito e como (ou então faço-o se estiver a "morrer de fome")
  5. Nada programado. Espero que o Bruno me aconselhe até que a meia-noite chegue... as hipóteses de escolha é farta, como se comprova aqui
  6. Chegada a hora, vou cumprimentar o "Lenine"
Quando regresso? Programar, sim! Mas tanto, não!