13 fevereiro, 2018

Me mascarei de Gabriel, mas não o anjo. E cantei também "Eu não matei nem vou matar literalmente um presidente"

Tô feliz (matei o Presidente) - 2
«Eu não matei nem vou matar literalmente um presidente
Mas se todos os corruptos morressem de repente
Ia ser tudo diferente, ia sobrar tanto dinheiro
Que andaríamos nas ruas sem temer o tempo inteiro
Seu pai não ia ser assaltado, seu filho não ia virar ladrão
Sua mãe não ia morrer na fila do hospital
E seu primo não ia se matar no Natal
Seu professor não ia lecionar sem esperança
Você não ia querer fazer uma mudança de país
Sua filha ia poder brincar com outras crianças
E ninguém teria que matar ninguém pra ser feliz

Hoje, estar feliz é uma ilusão»
Gabriel, o Pensador (aqui)
Enviar um comentário