29 maio, 2018

A Gralha e a Eutanásia


A gralha é uma ave que à primeira vista é simpática. A gralha é antipática quando desata a gralhar ou quando pousa, impávida, num qualquer texto. Vejam só o meu desespero quando ela me pousou num título. Emendei, mas não a tempo da emenda se projectar no espaço virtual, onde ainda a gralha por lá perdura.

Contudo, não terá sido a gralha a afastar comentários ao meu texto sobre a eutanásia. Nem nesse texto, nem em 3 outros posts publicados sobre o tema que, aliás, nem por lá gralhas pousaram. A razão da ausência de comentários é para mim uma novidade, até porque houve cerca de mil espreitadelas... Mil espreitadelas e nem um único comentário!

Mas a questão da eutanásia trouxe outras novidades: a ausência do Governo no debate na Assembleia; o PCP e Os Verdes a votarem em sentido diferente; a direita a votar (coincidente) com o PCP.

Sobre esta última novidade, cometeu o "Diário de Notícias" uma espécie de gralha mais grave que a minha, mas prontamente corrigida.

Quanto ao resultado da votação, também não aplaudi pois foi uma questão que discuti-la só lembrava ao diabo.
Enviar um comentário