31 dezembro, 2015

Mensagem deste Ano Novo ao nosso povo

Imagem StreetArt Child

 Mensagem deste Ano Novo
Trago do Ano Velho
tudo o que tenho,
e é pouco, como mostro.
Não me tirem mais!, eu troco...
Troco este rádio
pelos esqueletos que guardas no armário.
Troco o meu brinquedo
pelo teu medo,
e o o meu colar pelos fantasmas
que não largas.
Dou-te o meu boné
se me deres as teias
em que te enleias.
Dou-te todas as minha miseras roupas
se me vestires com teu sorriso.
Dispenso-te minhas pobres botas
se jurares
percorrer caminhos que não ousaste.

Julgas que tudo o que te move e a que te agarras
valem mais que estas minhas vestes e tralhas?

Vá, pensa!, tudo o que te proponho
não tem de acontecer agora.
Vamos trocando pelo ano fora.
Vamos trocando?
Vamos?

Ah, e esta rua
é também tua.
Usa-a para a minha luta, já.
Vá!
Rogério Pereira (reeditado, com alterações)