22 julho, 2024

CONSTRUINDO A FESTA (DIZER QUE NADA FIZ, É EXAGERO... É OU NÃO É!?)

 ... de facto limitei-me, tal como já antes referi, a ser cineasta...
Mas os meus camaradas e amigos trabalharam, à brava!


NOTA: Por razões que a razão desconhece, não consegui juntar "A Carvalheza"

21 julho, 2024

FUI VER CONSTRUIR A FESTA (AQUELA QUE NÃO HÁ OUTRA COMO ELA)

 

Tempos em que fui pintor, a traço grosso

CONSTRUINDO A FESTA 

Continua a haver
mil coisas que antes podia fazer 
Podia subir escadotes, transportar tubos ou paletes
podia fazer coisas leves
separar parafusos das porcas
escolher cavilhas direitas, separando-as das tortas
regar a relva ou as flores
acertar pormenores


Podia e era capaz
de limpar fogões,
esquentadores e outros aparelhos de gás
Podia cravar anilhas em panos
Tudo isto, coisas de fazer todos os anos

Aos 79, como já pouco posso
nem sequer pintor de detalhes, a traço grosso
 Hoje fui operador de cinema
e não perdi uma única cena

 

 


20 julho, 2024

O ORNAMENTO GERAL DE ESTADO (leram bem ORNAMENTO)

Não é por acaso que o Orçamento se passou a chamar Ornamento. Nem é por acaso nem é coisa de ontem... Mas porque é que isto vem ao caso? Pois é porque estamos em plena discussão de como chegar a consensual ornamentação. Eu quero luzes a piscar, diz o PS. Eu quero flores, muitas flores, pois fazer flores faz parte do nosso passado, diz, lá do alto, o Montenegro. E lá chegarão, com ou sem Chega, a uma conclusão. 

Se isto fosse uma Democracia a sério, governo que não tivesse executado tudo aquilo que em campanha prometera, estaria afastado da cadeira... A imagem seguinte, arrepia?... Arrepia, sim senhor!


 "O desvio do saldo do SNS de 2021 foi o maior do período analisado [de 2014 a 2021], totalizando -1.011 milhões de euros"

... e ainda:

"Reforça-se que a persistência destes desvios reflete um processo de orçamentação desajustado da execução, bem como a ausência de mecanismos de gestão que permitam um controlo efetivo sobre as rubricas da receita e da despesa"

Ler tudo aqui