30 junho, 2016

Por_tu_gal! Por_tu_gal! (se disserem que isto tem a ver com o jogo, eu desminto logo!)

...é que o futebol é mesmo a coisa mais importante
de entre aquelas coisas que não têm importância nenhuma.

Então por quê uma família assim?
(Vá, respondam por mim!)

24 comentários:

  1. É o que se faz por altura dos grandes campeonatos! É absolutamente normal. O futebol é tão importante como as coisas mais importantes do nosso dia a dia. É saudável, é divertido. O resto é conversa!! : ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O futebol é tão importante como as coisas mais importantes do nosso dia a dia. É família. emoção e sociabilidade.

      Eliminar
    2. Catarina, Teresa

      Esses têm sido os valores nacionais e domésticos...

      Eliminar
  2. Não é pelo futebol. É pela representação do país. Porque uma coisa é certa. Nesta terra toda a gente, desde os poetas ao mais humilde dos trabalhadores todos temos uma enorme paixão pelo mar, e pela terra que nos viu nascer. Quer vivamos cá, quer estejamos emigrados. Por isso penso que não é pelo futebol, que aqui só para nós que ninguém nos ouve, nem dá para entusiasmar ninguém. É pelo nome da Selecção
    E viva Portugal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O FUTEBOL entusiasma muitíssima gente, Elvira Carvalho!!!

      Eliminar
  3. O futebol, por si só, não é importante, mas se estiver em causa a honra nacional, claro que toda a família Pereira se une, se pinta e grita:

    POR_TU_GAL.......PORTUGAL!!

    Quero vê-los logo a dar força aos nossos rapazes. Eu lá estarei, frente ao televisor.

    PS- A sua Teresa é que não vai cá em risadas. Fazem rugas e, antecipadas, não servem para nada!!

    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita
      Não é verdade, isso
      topa bem aquele sorriso?

      Eliminar
  4. Porquê uma família assim?
    Pergunta o Rogério amigo
    Respondo, obviamente que sim
    têm Portugal consigo !

    Viva Portugal! :D

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Têm sim... e continuarão a ter
      vá a selecção ganhar, vá ela perder

      Eliminar
  5. Ah amigo, aqui o uso das cores e camisas do futebol, tem nos remetido a extremistas, que marcham pela familia e pregam a tortura, morte e demais violências contra aqueles que não propagam a mesma crença....
    Tenho medo de radicalismos, nosso futebol tem sido agregador de forças opressoras, em todos os sentidos.

    Muita Luz e Paz!
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é, de todos, o comentário
      mais oportuno e necessário

      o futebol movimenta as massas
      e o fascismo
      sabe bem aproveitar-se disso

      Eliminar
  6. Uma família solidária com "a coisa mais importante
    de entre aquelas coisas que não têm importância nenhuma".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Solidária,
      pese, embora, aquilo que nos separa
      há "leões", "lampeões" e, pasme-se, até dragões...

      Eliminar
  7. São, mesmo, manipuladas?!!
    Ficaram uns índios 'giraços' e muito simpáticos...

    Santo António, santo Antoninho
    Abençoa Portugal tão pobrezinho...

    Beijos para a simpática família colorida.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já dei!
      E mais vou dar!
      Vá Portugal perder
      Muitos se Portugal ganhar

      Eliminar
  8. A bela família tem que apoiar PORTUGAL com mais garra, pois já sofremos um golo da Polónia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entrámos agora no prolongamento...
      tudo em ordem até ao momento!

      Eliminar
    2. Mil beijinhos à bela família que soube apoiar Portugal.

      Eliminar
    3. Mil beijos teus
      e muitos mais
      que são meus!

      :))

      Eliminar
  9. :) A família está lindíssima e até eu abri uma excepção e liguei a caixinha do pequeno ecrã!

    Abraço!

    Maria João

    ResponderEliminar
  10. Porquê?! Não tem porquê.
    A poesia do futebol é precisamente essa: "uma família que bem podia ser um país unido diante de um desafio. Um país inteiro, um mar de vozes numa vontade única - a vontade de vencer. Imagine que não era "a feijões".

    Conhece outra "modalidade" em que isto seja possível?

    Lídia

    ResponderEliminar