20 março, 2015

Poesia (uma por dia) - 76

Amanhã todos os poemas serão secos e lúcidos

Jeff Larson 
«Há dias em que desaba uma chuva terrivelmente oblíqua  sobre o Imaginário.  

O excesso de água invade-lhe os aposentos. Então é um desassossego porque, de um momento para o outro, diante dos olhos de quem quer ver, aparecem estrelas fundidas, pirilampos afogados, chamas nuas ardendo de frio, fósforos com as cabeças "em água" e outras fontes de iluminação completamente reduzidas a breu. Isto para não falar da indecência que é a realidade, sempre mortinha por existir, aproveitar o caos para se infiltrar clandestinamente no espaço da mente onde se (des)abrigam o infeliz  Imaginário mais a  Imaginação, sua delicada esposa. É um rugir de circuitos avariados, uma fumaça no ar, um cheiro a chamusco que faz estremecer o mais sóbrio dos poetas.

Mas hoje, felizmente, o dia veio cheio de sol e trouxe até um pouco de vento. Mesmo a calhar! Era ver os estendais cheios de nuvens risonhas, luas verdes e azuis, labirintos de vários tamanhos e feitios, fábulas tecidas em linho antigo e outras imagens falantes cheias de claridade a desafiarem o vento numa verdadeira dança (do ventre). 

Amanhã todos os poemas serão  secos e lúcidos.»
Lídia Borges, in "Seara de Versos"

13 comentários:

  1. Uma prosa poética consentânea com os motivos de inspiração ou a falta dela, em que o tempo, o sol e o vento, são protagonistas.

    Se a secura condiz com a lucidez, quem sabe é a poetisa.

    Eu só sei que gostei!

    :-))

    ResponderEliminar
  2. Lidia Borges tem muito talento! Gostei.

    ResponderEliminar
  3. Tb gostei das palavras-semente ali em cima1 : )

    ResponderEliminar
  4. Um texto onde a poesia corre livre e solta no emaranhado das frases.
    Um abraço e um feliz e poético dia.

    ResponderEliminar
  5. ~
    ~ ~ Muito interessante a prosa poética de Lídia Borges que indicou.

    ~ ~ Mas fora desse contexto, é bom que a poesia não seja seca,
    nem muito lúcida. Assim são os sentimentos.

    ~ ~ ~Boa homenagem à Poesia.~ ~ ~

    ~ ~ ~ Excelente fim de semana. ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar

  6. Acredito que não seja fácil a quem não me conhece, reconhecer a Ironia que ultimamente povoa os meus escritos. São assim os "sentitempos" secos quando lúcidos.

    Grata Rogério.

    ResponderEliminar
  7. uma escolha muito acertada, a Lídia escreve muito bem....

    beijos

    :)

    ResponderEliminar
  8. Bela e irónica esta prosa poética. Como diz," São assim os "sentitempos"

    ResponderEliminar
  9. Gosto muito de ler a a nossa amiga. Bom encontrá-la aqui! Excelente escolha.
    Como eu entendo...


    Beijo aos dois

    ResponderEliminar
  10. Senhora de talento inalienável, que para descanso da gente, não se dilui em enxurradas e outros cataclismos de circunstância.

    ResponderEliminar
  11. Que esse dia não chegue. Uma beleza de texto você escolheu. Abraço.

    ResponderEliminar