23 agosto, 2013

Equilibrando o desequilíbrio, ou a procura da normalidade...


A verdadeira percepção da realidade só é possível vivendo-a. Julgamos que vivemos numa sociedade desequilibrada, mas não é verdade. Uma sociedade desequilibrada, procuraria ela própria recuperar a situação normal, o regresso ao equilíbrio. Sei disso, passei (e ainda estou passando) por isso. A cabeça parece oca, os passos tropegos, o corpo avança balanceando, tonto. E para se manter hirto, erguido, é necessário tanto... faz-se um esforço e vai passando.
Tudo me aconteceu de repente, e só depois de muitas horas, de interrogatórios médicos, de testes e exames e de uma noite na sala de observações é que se abriram outros caminhos ao diagnóstico inicial. Conclusão: não eu, mas o mundo que me cerca é que está à beira de um AVC. Eu apenas sofro de um "síndroma vertiginoso" ou algo parecido com isso, mas ligeiro...

Quando se falar em desequilíbrios sociais reajam ao eufemismo e façam o diagnóstico certo, o AVC pode estar perto... e o tratamento deve ser célere... ou a reanimação fica comprometida, para toda a vida.