05 março, 2010

Uma das sondagens tem defeito de fabrico

Fernando Nobre…Dou a mão à palmatória
Ontem, dezenas de visitantes entraram por este meu blog adentro, leram e foram embora. Um deixou comentário. Perguntava: “não é um espelho?” De pronto admiti…

Hoje, interrogando-me sobre os porquês da pouca aceitação às minhas sondagens, percebi. Percebi, que as perguntas sobre o quadro do Fernando Nobre, não cobriam todo o leque de situações possíveis.

Dei a mão à palmatória. Fiz como os fabricantes de automóveis que, dando conta que um seu modelo tem defeitos de fabrico, o recolhem para reparação. Recolhi a versão inicial daquela sondagem e publiquei outra versão, devidamente reparada (como é obrigação das marcas responsáveis). Esclareço, entretanto, o significado que as respostas terão:
  • Se responder “Madre Teresa”, significa para si que FN valoriza uma vida de causas, o resto é paisagem
  • Se escolher “Che Guevara”, quererá dizer que ele em vez de vir candidatar-se deveria fazer guerrilha contra tudo isto
  • Para o caso de “Manuel Alegre”, significará que FN anda aí, mas vai desistir em favor de Alegre
  • Se a sua resposta for “Mário Soares”, então você acha que o Mário empurrou-o para a sua vingança contra MA
  • Caso responda que a moldura está “Vaga, para si”, a sua leitura é que ele vai ganhar
  • Se a opção recair na “Bandeira Portuguesa”, a sua leitura é de que se estará perante uma candidatura autónoma aos partidos, verdadeiramente independente e nacional
  • Se assinalar a resposta “Aquilo é um espelho”, está a entender que FN é um vaidoso, um perigoso narcisista disposto a tudo.

Resolvido o defeito de fabrico, podem votar agora. Tem resposta múltipla.

O SOL de hoje e a cadeira vazia

A outra sondagem não sofreu alterações. O SOL de hoje diz, em várias páginas, que a cadeira é para o Prof. Marcelo. Mas admito que até seja para D. Sebastião…