10 março, 2010

Vícios, mentiras e vídeo - 3

"As omissões, são formas de mentira" - Para este tema, anunciado há alguns dias, escolhi aspectos relevantes que os semanários de referência omitiram. Esta é também uma forma de manipulação da opinião pública.
Recortes da revista Visão - reproduzem afirmações importantes da entrevista concedida por Belmiro de Azevedo e que a imprensa de referência deixou cair dando relevo a outras, com destaque para aspectos mais bombásticos (exemplo da afirmação "Cavaco é um ditador". Não é inocente omitir tais afirmações, num contexto em que se torna evidente a necessidade do reforço do diálogo e da concertação social.
Novo Presidente da CIP - O vídeo (ver aqui) reproduz algumas posições conhecidas. Contudo, no seu final, António Saraiva admite aumentos salariais. As omissões começam na própria figura de AS, que a informação golpista arreda das páginas dos semanários. A confiança era dada ao Van Zeller, este ainda não a merece.
Presidente do Conselho Económico e Social (CES), Entrevista ao Público,- Nesta entrevista, Silva Peneda (ele também arredado das páginas dos semanários) afirma: "Se o sistema for os parceiros pronunciarem-se apenas sobre as propostas do Governo, penso que então ela não preenche os requisitos. A concertação não serve apenas para ouvir, para isso cria-se um conselho consultivo. Com a actual composição política, há espaço para uma maior intervenção da concertação social. Estão longe de se terem esgotado as virtualidades da concertação".
José Sócrates: "Aqui a OIT, para além do seu âmbito global, tem um trunfo único e insubstituível: a sua natureza tripartida. Porque quando estão em causa questões ligadas ao mundo do trabalho e à regulação das condições económicas e sociais, o empenhamento activo de todos os actores é essencial."
Fórum da OIT “Trabalho Digno para uma Globalização Justa”
Discurso de abertura pelo Primeiro-ministro Lisboa, FIL (Junqueira), 31/10/2007