26 março, 2010

PSD. Afinal ninguém apareceu

QUE CANDIDATURA FALTA NAQUELA CADEIRA?

Está fechada a minha sondagem, ninguém apareceu a sentar-se naquela cadeira e as eleições iniciam-se às 17 h.
Análise dos resultados:
Os ganhadores - Por larga maioria (88% de votos) se evidencia que o PSD é um partido sebastianista. 35% admitiram que o próprio D. Sebastião viria ocupar a cadeira mas a maioria acreditou que não seria numa manhã de nevoeiro;
Santana e Marcelo não receberam qualquer voto, revelando assim os meus leitores uma elevada tendência proteccionista do PSD, pensaram (especulo eu) que qualquer deles teria condições para partir aquilo tudo;
Sócrates e Manela obtiveram igual votação (6%). A novidade foi a fraca percentagem de votantes que acreditaram que as lideranças têm grande semelhança. O autor da sondagem, chegou a admitir que ter considerado Sócrates como hipótese, seria um tremendo erro de casting. Pelos vistos não foi.

NOTA: É pena que as coisas não possam ficar assim. O triunvirato poderia ser a solução, até porque a imprensa, em vez ouvir um líder da "oposição", continuaria a ouvir três.