14 junho, 2015

Redacções do Rogérito 25 - "A escola como incubadora de génios"

Tema da redacção: «O que eu espero da escola»

O que eu espero da escola não sei se pode ser o que eu poderei esperar dela pois a escola anda sempre a mudar em cada período escolar e eu nem sequer tenho tempo para pensar ao contrário da Teresinha que é uma namorada minha que quando eu chego à escola já ela lá está e quando eu vou embora ela ainda lá fica pelo que eu entendo que ela sabe mais que eu e ela é quem vai ser um génio ou qualquer outra coisa do género.

A Teresinha anda ultimamente muito estranha e atarefada e já não me liga nada e tem um  comportamento diferente desde que o pai dela passou a ter de cumprir um horário semanal que já nem sei dizer qual e deixou de ter horas para a ir buscar nas semanas em que é ele o encarregado disso pois quando é a mãe já era assim também.

No outro dia foi oferecer uma prenda minha à Teresinha e que era uma prenda engraçada uma caixa por mim pintada e tinha dentro um caracolito uma centopeia dois escaravelhos três bichos de conta mas ela disse-me que era uma prenda tonta que não contribuía para as suas competências de empreendedorismo que é o que ela anda a aprender agora na escola e até me disse que quando as férias forem à vida como por aí já se diz o pai a vai inscrever em coisas clássicas como sejam o latim e o grego que são coisas que eu não entendo mas ela sim pois o pai dela já lhe chama génio.

O que eu espero da escola começo a sentir que não é a mesma coisa que a escola espera de mim para já tomei a decisão de suspender o meu namoro até ao pai dela mudar de opinião e até eu perceber o que vai ser a tal municipalização da educação.

Por mim desisto de ser génio mesmo sem esperar a reacção da stôra ao ler esta redacção tal como eu a faço sem respeitar o tal acordo ortográfico que além de ser mais outra modernice também é uma valente chatice.