19 junho, 2016

Os colégios amarelos, as "contas à moda do porto" e manipulação até mais não

Há nestes olhares algo de inexplicável. Se lhes perguntassem...
 Contas à moda do porto? «...ouvi uma explicação, que é aliás convincente, segundo a qual a expressão se refere não à cidade mas a um qualquer porto, já que os marinheiros, partindo cada um para o seu destino, fariam contas separadas, pois era grande a probabilidade de nunca mais voltarem a ver-se.»
Isto é, cada um paga o que escolheu. Contudo, raciocinando pelo absurdo, os colégios dão sentido inverso ao proverbio. Não estranho a manipulação (embora o Expresso, por dever de ofício, o devesse ter denunciado).

O Publico é mais primário, faz um título e depois vem a correr "corrigi-lo"


Na mesma linha, talvez porque lhes segredassem o recado, a RTP nem deu por se ter espalhado.


A imagem da esquerda corresponde à publicação original, obtida do feed RSS da RTP. Tinha um erro na hora de publicação, o qual foi posteriormente corrigido. É um detalhe secundário, mas revela algo espantoso. Os factos ainda não aconteceram e a notícia já está escrita.

14 comentários:

Elvira Carvalho disse...

É o Vale tudo.
Boa semana

Anónimo disse...

Para quê perder tempo com factualidades?

:)

Majo Dutra disse...

~~~
Há muito que assistimos a esta manipulação sórdida
que só convence os incautos.
Ótima semana. Bj.
~~~~~~~~~~~~~~~~

Teté disse...

As manipulações na comunicação social são cada vez mais grotescas. E aquela espécie de jornalistas cada vez mais farsante... salvo honrosas exceções! :P

Anónimo disse...

Espantosa, essa "futurologia", muito embora "atirando ao lado"...

Outro abraço!

Maria João

Rogerio G. V. Pereira disse...

A impunidade que reina
torna a imprensa
dona do reino

Rogerio G. V. Pereira disse...

Belmiro, dixit

Rogerio G. V. Pereira disse...

Mas a verdade dos factos
é que somos
uns, tontos
outros, incautos

Rogerio G. V. Pereira disse...

A esse respeito
é grotesco o editorial do Publico hoje

heretico disse...

vícios públicos, privadas virtudes...

abraço fraterno

Graça Sampaio disse...

Uma pouca vergonha!! Já não dá para ler jornais nem ver telejornais! Há que agradar ao patrão. É o que interessa!

Olívia disse...

O clubismo da imprensa "chateia" mesmo! Esta gente não se inscreveu na disciplina de ética. Bem sei, o trabalho rareia, mas ainda assim... É preciso muita "lata".

Quanto aos "amarelos", deixá-los! Hão de acabar vendo.

Bj.

Alexandre de Castro disse...

A arte de bem enganar!...

maceta disse...

talvez um dia aprendam o que é informar...