05 agosto, 2016

A dona Esmeralda e a vizinha do 4º andar, a conversar - (29) ["Ai o que vai ser de mim, como pagar tanto IMI?"]



Vizinha do 4º andar - Ó dona Esmeralda!, estou chocada. Sou uma contribuinte sem fugas e ao fisco não devo nada!
Dona Esmeralda - Mas... que se passa?
Vizinha do 4º andar - O IMI! O IMI! Eu que moro num quarto andar com vista para o mar, quanto terei de pagar? O que vai ser da minha vida? 
Dona Esmeralda - Se lhe é aplicada a taxa máxima, este ano até menos paga!
Vizinha do 4º andar - A sério? Mas então... e o sol que me bate lá no terraço? E a vista que eu tenho do estuário?
Dona Esmeralda -  É só para a construção nova... a menos que queira reavaliar o seu andar para o valorizar!
Vizinha do 4º andar -  Não é isso que a gente ouve e lê...
Dona Esmeralda - Se a manipulação pagasse imposto tínhamos a questão da dívida resolvida, minha querida!
Rogérito (interrompendo, da janela do seu apartamento) - Vizinha, fica em vantagem sobre "projecto do Jamor"  e o do "Alto da Boa Viagem". É justo que os ricos paguem o luxo!
Vão ser construídos cinco edifícios de habitação, comércio e serviços, um hotel, estacionamento, uma marina e uma piscina oceânica