05 outubro, 2015

Redacções do Rogérito - 28 ("Carta à Senhora Dona República")

Tema da redacção: A República

Querida Senhora Dona República
Eu sei que não é da Senhora a culpa de isto estar como está de não ser culpa sua no ano passado virarem a bandeira ao contrário e de o Presidente estar desta vez ausente a pensar a pensar a pensar numa coisa que já disse saber há muito e só por isso devia ser considerado um presidente parvo com parvoiçes frequentes pelo que devia ser considerado parvo-todos-os-dias e não só às vezes.

Querida Senhora Dona República 
Lembre ao PS aquilo que tanto lhe esquece que chegou a hora de mudar a merda de política pois se não o fizer bem mal lhe fica e que isso de andar a fazer bulling lá dentro onde as moscas têm acento nem no meu recreio é permitido. 

Querida Senhora Dona República 
Termino com o meu apelo de sempre que não desanime nem emigre nem pense em se afastar de nós pois que nós andaremos sempre consigo pois o povo unido jamais será vencido e o que custa mais é o (re)começo  pois depois voltaremos tudo do avesso e reiniciaremos o interrompido.

A bem de si, agora e sempre
O Rogérito, presente