23 setembro, 2016

Se fosse professor, nunca o seria por paixão...

Está agendada a sessão. Vamos ver quem, da comunidade educativa, aparece. E desses, quantos terão um verdadeiro amor à Escola. Sim, amor. É que, se eu fosse professor, nunca o seria por paixão. A paixão passa, o amor não.
Depois conto!