25 setembro, 2015

Fosse o discurso de Francisco ouvido e, a partir de hoje, a campanha seria diferente


"Os organismos financeiros internacionais devem velar pelo desenvolvimento sustentável dos países e não a submissão asfixiantes destes por sistemas de crédito que, longe de promover o progresso, submetem as populações a mecanismos de maior pobreza, exclusão e dependência"
Papa Francisco, discurso de hoje na ONU