05 maio, 2017

Eufrázio convidou-me para um abraço... e eu vou dar-lho

 
«as minhas publicações não pretendem salvar o mundo, mas sim evidenciar afetos. Na verdade não me considero um poeta, apenas um artesão de metáforas. Escrevo porque me dá prazer, as minhas palavras querem transmitir algo, a quem as quiser ouvir».
Eu eu quero ir ouvir! (podia lá perder...)

13 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Faz muito bem. Quem dera não ter um compromisso com outros amigos, à mesma hora em Lisboa.
Um abraço

Anónimo disse...

Vou ter de perder, mas por motivos de força maior...

O meu abraço e os meus votos de uma excelente sessão de lançamento ao Eufrázio.


Maria João

Observador disse...

Sempre tive um grande apreço por Eufrázio Filipe.

Janita disse...

Vá, sim. Para os amigos tem de se encontrar sempre tempo, Rogério.

E não se esqueça de lhe dar outro abraço, esse, por mim!

Um abraço para si,

Pata Negra disse...

Leva um abraço arável da minha parte.

Rogerio G. V. Pereira disse...

É bom termos muitos amigos... dou-lhe um abraço por ti!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Conheço os motivos
serei portador dos teus desejos

Rogerio G. V. Pereira disse...

Então... faça como eu faço
Vá lá dar-lhe um abraço

Rogerio G. V. Pereira disse...

Vai ser uma cabazada de abraços!

Abraço para si, também!

Rogerio G. V. Pereira disse...

É pá, Pata
estava na esperança de te dar um a ti, também.

Alexandre de Castro disse...

E é um abraço merecido a um grande poeta. Um abraço meu, também.

São disse...

Farás o favor de lhe dar um abraço meu,se Eufrázio se lembrar de mim e das escritas que partilhámos no "Outra Banda", infelizmente extinto.

Bom fim de semana

. disse...

E foi um enorme prazer ouvi-lo...
...a ele e às palavras dele por outros.

:)