09 março, 2017

Rescaldo do dia 8 - Exibição de Marcela Temer depois do discurso do seu marido.


Segundo o site "Carta Capital" «... O discurso durou pouco mais de 10 minutos e foi proferido no Palácio do Planalto, na presença de figuras como a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, a secretária nacional de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes e a advogada-geral da União, Grace Mendonça. A primeira dama, Marcela Temer, também esteve presente, mas falou por menos de dois minutos.» 
Marcela apareceu depois a exemplificar como é que a mulher consegue, de forma eficiente,  trabalhar mais sete horas e meia do que o próprio Presidente. 

Disse ainda a dona, que quando ela se deita ele já ressona...

9 comentários:

  1. Segundo um estudo feito por psicólogos ingleses, as mulheres são melhores em multitarefas. Os homens são lentos e mais desorganizados em mudar rapidamente de tarefas. Que isto não seja uma desculpa para não continuarem a tentar ser tão bons como as mulheres.
    : )

    ResponderEliminar
  2. Curiosamente, encontro-lhe muitas parecenças com a pessoa que eu era há uns quarenta anos... ;)

    Abraço.

    Maria João

    ResponderEliminar
  3. Gosto do boneco, mas penso que vassoura devia estar metida no certo sítio.

    ResponderEliminar
  4. A Mulher consegue trabalhar em rede muito melhor do que o Homem, mas isso não significa que o tenha de fazer obrigatoriamente e que as responsabilidades não sejam divididas.

    ResponderEliminar
  5. Isto, quer dizer, pessoas no poder obcecadas pelo passado, como se não fosse possível "inventar" um futuro mais justo, mais digno e equilibrado para mulheres e homens, começa a irritar-me profundamente. É que já são muitos!...

    Lídia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demasiados, Lídia, demasiados...

      Beijo.

      Eliminar
  6. boa malha, caro Rogério

    abraço fraterno

    ResponderEliminar
  7. O que me espanta, não são os políticos machistas que pensam que a mulher deve ser escrava deles. O que me espanta, são os milhões de mulheres que votam neles. O que reforça a minha ideia de que somos nós mulheres que sempre fomentamos a diferença e sempre nos colocamos em posição de inferioridade. Desde logo, porque somos nós que educamos os homens, as mães, em primeiro lugar as professores depois, já que a maioria dos professores, pelo menos nos primeiros anos, quando a personalidade da criança é mais moldável, são mulheres. E ainda hoje há mulheres que acham que certos trabalhos não são para homens. Posto isto, penso que não vale a pena, querer que os homens mudem de mentalidade, se nós não o fizermos.
    Um abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...é qu´é isso mesmo!

      Por exemplo, a Teresa acha que eu não tenho jeitinho nenhum para estender a roupa.

      É isso que ela julga.
      A verdade é que eu a estendo
      e a roupa enxuga

      Eliminar