17 fevereiro, 2015

A dona Esmeralda e a vizinha do 4º andar, a conversar - (24) [O orgulho e a genica com que conta o Syriza]



Vizinha do 4º andar (como quem não queria acreditar) - Ó dona Esmeralda, se não ouvisse e visse e se me contassem, nem acreditava. A mulher não se calava, porque os gregos assim porque assado... se eles tivessem trabalhado...
Dona Esmeralda (calma) - Também ouvi e depois repeti, é ao quadragésimo minuto. E gostei muito! O povo grego é teso!
Vizinha do 4º andar (alterando o argumento) - Os gregos têm é lá o Syriza. Aqui, quem tem? Os mesmos de sempre, e os outros que só sabem ser do contra e nem querem assumir o poder e as responsabilidades de governar...
Dona Esmeralda (já um pouco virada) - A grega e a senhora são louras, mas a cabeça é bem diferente como é diferente a consciência dos povos. Quando o PCP não quis sequer falar com a tróica, "toda a gente" se insurgiu como nunca se viu. Quando o Syriza, há pouco fez o mesmo, pois assim é que é, um partido a bater o pé!... e 70% dos gregos estiveram de acordo. Entende isto?
Rogérito (interrompendo naquele momento preciso) - Vizinhas venham cá acima ver isto!

(lá subiram as escadas, sem parar de tagarelar, para irem ver o que o miúdo lhes queria mostrar)