19 maio, 2016

Se vai haver um banco mau, porque não pensar em criar um mau canal? ou um mau jornal?

De certo modo tenho dúvidas sobre quem tem mais poder, se a finança se a imprensa. Adio a questão para outra ocasião, pois o que me ocorre na oportunidade é reflectir na similitude dos caminhos a seguir. Isto é, se a solução para resolver o crédito malparado e sanar as sequelas dos activos tóxicos está na criação de um "banco mau", porque não pensar-se num "canal mau" para onde remeter toda essa ganga de "pivots" e comentadores que nos enchem de lixo a cabeça?
Eu sei, eu sei... Eu sei que a imagem está desactualizada... mas exactamente por isso ela é pertinente: veja-se o que aconteceu a grande parte dessa gente.