03 dezembro, 2014

A Municipalização da Educação, o PS de Oeiras e as orientações de António Costa

Marcados para a mesma data, ontem, dois eventos que relacionei, o do PS Oeiras, por iniciativa da organismo local para a educação, com um outro, convocado pelo sindicato dos professores, e que reuniu numa escola em Paço de Arcos. A relação que estabeleci parecia-me inevitável e lógica, estando Oeiras na calha para ser cobaia, natural seria que os professores do PS tratassem o tema, o colocasse à discussão e emitissem opinião. Ledo engano. Caladinhos que nem ratos, que isto de se guardar segredo é mesmo para levar a sério.
Mas passo a alguns detalhes:
Quando uma cara conhecida me viu, comentou admirada: "O Rogério aqui? Mas isto é uma iniciativa do PS!...", lá lhe disse o que me ocorreu dizer, pensando que podia ter sido pouco simpático confrontá-la com as orientações de António Costa e que a surpresa deveria ser minha ao saber que David Justino, consultor de Cavaco, era a estrela da noite. Mas como antes do que vai acontecer toda a esperança não é vã, calei-me. Quem sabe se a Odete João, ou a frugal Joana ou a Luísa Carrilho questionasse Justino?... Ledo engano, apenas a deputada, quadro da FAUL, confrontou Justino com uma afirmação sua - "Se é verdade que um professor nunca deve desistir de um mau aluno, dever-se-ia exigir que isso mesmo começasse pelo Estado". Ao ouvir, disse para Minha Alma, "boa malha!" e aplaudi. Verdade, eu um comunista "ortodoxo" a aplaudir uma socialista... quem diria? E se é verdade que, forçado por uma pergunta oportuna vinda da plateia, ficámos a saber o que Justino pensava da nomeação de professores por parte da autarquia, do PS nem uma palavra sobre tão momentoso tema. Talvez por pressão aconteça mais tarde. Quem sabe? E dizia um socialista desencantado por ver goradas as suas expectativas na conferência: "Vim, à espera de se gerarem conclusões de forma a contrariar o paradigma neoliberal imposto pelo actual ministro. Infelizmente não foi isso que aconteceu!"
O mesmo digo eu, que esperava que me fossem respondidas todas as questões!
Ai se não forem os professores...


Extrato da moção aprovada no plenário do Sindicato doa Professores da Grande Lisboa

NOTA: Todas as citações são de memória