16 dezembro, 2014

O Caso BES - II


«Ricardo Salgado falou verdade (...). O problema não teria rebentado se a ESI (holding de topo do BES) não fosse a crise. O que quis dizer foi que, não fossem os prejuízos resultantes dos resultados da área não financeira do GES, ainda hoje, o Governo, o Banco de Portugal, a CMVM, o ISP estariam calados, como sempre estiveram, a ver o banco desviar depósitos dos clientes para financiar o "empreendedorismo" da família Espírito Santo. Isso demonstra bem que todos consideram isso normal. Ou seja, o problema não está no facto de terem existido ao longo de décadas desvios de dinheiro que ascendem a muitos milhares de milhões de euros, o problema está no facto de ter corrido mal.»
Extrato do melhor que li, até aqui

3 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Uma crise em cima de outra terá um resultado superior.
Cálculos mal efectuados porque não leram nas linhas gerais da actualidade e seguiram os caminhos onde todas as manobras eram permitidas.

Observador disse...

Miguel Tiago viu bem a coisa.

O Puma disse...

Quando todos mamam

a coisa não é fácil

Pergunta ao Marcelo