24 outubro, 2017

Santana Lopes, a "geringonça" e os geringonços


Santana defende que não se chame "geringonça" ao Governo porque "eles gostam"

Sim, eu gosto! Desde pequeno que adoro! Meu avô Joaquim me ensinou a gostar... (aquela flauta era já o prenuncio de uma bela geringonça que me acompanhou toda a vida, até agora)
Quanto ao geringonços, não! Detesto! São uns mal-acabados! Nunca um mal-acabado* (segundo uma dada rogériografia) produziria uma geringonça.
_____________________
*Entendo por mal-acabado, alguém sem arte nem imaginação para arquitetar algo que, com poucos recursos, funcione. Quem pense que uma geringonça é o resultado do empenhado esforço de um geringonço, esqueça. Não é! Nunca um geringonço  produzirá uma geringonça. 


3 comentários:

Anónimo disse...

Boa rogériografia!

Abraço!

Maria João

Graça Sampaio disse...

Detesto essa expressão da «geringonça» atribuída ao apoio parlamentar do governo!! Detesto!!

Lídia Borges disse...

Muito boa, a nota de rodapé!

Lídia